Palestra Caligrafia: da Escrita Clássica à Experimentação



Ministrante: Genilda Araujo

Resumo:
Esta palestra será um breve passeio histórico pelas origens da escrita ocidental. Será dada uma visão geral sobre materiais e técnicas de caligrafia, sendo apresentada a evolução das formas caligráficas desde os gregos até o renascimento, quando surgiu a imprensa. Além disso, será abordada a presença e a influência dessas formas caligráficas em trabalhos contemporâneos experimentais.

Metodologia:
A atividade terá um caráter expositivo, incluindo os seguintes conteúdos:
1. Conceito de caligrafia;
2. Por que caligrafia hoje?;
3. Descrição de materiais básicos e distinção de técnicas: penas de ponta chata e bico de pena;
4. Evolução das letras: gregas, romanas (monumentalis, rústica e quadrata), uncial, semiuncial, carolíngia, góticas e renascentistas (humanistas);
5. Caligrafia na atualidade: aplicações contemporâneas de cada uma das letras apresentadas (este tópico será apresentado de forma intercalada com o tópico 4).

Sobre a ministrante:
Graduada em design gráfico e doutoranda em ergonomia, Genilda Araujo atua como designer, professora e pesquisadora nas áreas de design de interação e tipografia há mais de 10 anos. Tem grande interesse pelos aspectos sintáticos e semânticos das letras e pela sua aplicação na construção de mensagens visuais. Começou a praticar caligrafia há cinco anos, buscando explorar técnicas de escritas romanas, góticas e renascentistas, bem como suas influências na evolução da tipografia e em aplicações contemporâneas.

Quando: sábado, 20/05/2017, das 19:30 às 21:00
Local: Auditório Mnemosine – Museu da Escola Catarinense (MESC)
Duração: 1,5 horas
Público-alvo: a partir de 16 anos de idade
Vagas: 50
Investimento: atividade gratuita

Inscrições: gratuitas e por ordem de chegada